28 de jun de 2014

Oraciones

Oração é uma frase estruturada em torno de um verbo. Podemos dizer que toda oração é uma frase, embora nem toda frase seja uma oração, pois, genericamente, a frase é um grupo de palavras conexo e dotado de sentido que não exige verbo para expressar uma ideia.

Frase: Una gran película.
Oração: Quiero que veas una gran película de Almodóvar.

Partes de la oración

Sujeito: é a pessoa ou coisa sobre a qual enunciamos algo.
Predicado: é o que se diz a respeito do sujeito.

Mi compañera de clase se equivocó con las notas de las pruebas.
               sujeito                                 predicado

Tipos de oraciones

Oração simples: possui apenas um verbo conjugado e forma uma unidade sintática que é independente do resto do discurso; ela por si só tem sentido completo.

Llovió por la mañana. (Choveu pela manhã.)
La casa de mis amigos está a la venta. (A casa de meus amigos está à venda)

Oração composta: possui dois ou mais verbos conjugados.

Aunque te parezca exquisita, no tengo hambre para comer la pasta. (Embora te pareça deliciosa, não tenho fome para comer a massa.)
Se encuentro la falda, te la compro. (Se encontro a saia, compro-a para ti.)

Classificación de las oraciones
As orações compostas classificam-se em coordenadas e subordinadas:
Orações coordenadas (coordinadas): são orações independentes que se coordenam entre si em uma sequência, onde cada uma delas tem significado integral.
Las chicas comieron bien y se divirtieron mucho. (As meninas comeram bem e se divertiram muito)

Orações Subordinadas (subordinadas): são orações que dependem de outra para ter significado, pois por si só não têm sentido completo.

Los empleados anunciaron el fin de la huelga. (Os empregados anunciaram o fim da greve.)

Oraciones coordinadas
Elas podem ser de dois tipos: assindéticas e sindéticas.
As oraciones coordinadas asindéticas são aquelas que não estão unidas por conjunções coordenadas, mas por sinais de pontuação.

Estoy aburrida, no hago nada desde ayer. (Estou entediada, não faço nada desde ontem.)

Observe que a oração é independente e aparece unida por vírgula, formando um período composto.

As oraciones coordinadas sindéticas são aquelas que aparecem unidas umas às outras por conjunções coordenadas.

Tú estudiaba y yo hacía la cena. (Tu estudava e eu fazia o jantar.)

Observe que aqui a oração também é independente e aparece unida pela conjunção y.

Oraciones coordinadas sindéticas

Conjunções coordenadas
CopulativasEstabelecem relação de adição entre dois termos ou duas orações.
(e) - orações afirmativas
ni - orações negativas
DistributivasEstabelecem relação de alternância ou exclusão entre dois termos ou duas orações.bien... bien, unos...otros, sea... sea, ya... ya, éste... aquél, tal... tal
DisyuntivasEstabelecem relação de contradição entre termos ou orações.o (u)
AdversativasEstabelecem relação de oposição entre termos ou orações.mas, pero, aunque,sino, sin embargo, no obstante, con todo, antes bien, salvo que, fuera de


Despertamos muy temprano y salimos juntas a la playa.
(Acordamos muito cedo e saímos juntas para a praia.)

Pablo ni duerme, ni estudia.
(Pablo nem dorme, nem estuda.)

Unos parten, otros llegan.
(Uns partem, outros chegam.)

Sea tú, sea yo, tenemos que buscarlos hoy.
(Seja tu, seja eu, temos que buscá-los hoje.)

O cenas con tu madre o no saldrás por la noche.
(Ou jantas com tua mãe ou não sairás à noite.)

Aunque te parezca fácil, estudiar matemáticas para mi es muy complejo.
(Embora/mesmo que te pareça fácil, estudar matemática para mim é muito complexo.)

Me gustaría ir a la playa pero no tengo bikini.
(Gostaria de ir à praia, mas não tenho biquíni.)

No pienso que deberías estudiar demasiado, sin embargo tú lo debes hacer por lo menos una vez.
(Não penso que deverias estudar muito, no entanto tu deves fazê-lo pelo menos uma vez.)

Oraciones subordinadas
A partir de agora veremos períodos em que aparecem uma oração principal e uma ou mais orações subordinadas a ela. Elas podem ser: substantivasadjetivas ou adverbiais.
Oração Subordinada Substantiva
Diz-se daquela que exerce, dentro do período, a função de um substantivo que pode exercer a função de sujeito, objeto direto, objeto indireto e complemento com preposição de um substantivo ou adjetivo. Normalmente as orações subordinadas substantivas são introduzidas pela conjunção subordinada que.

Oraciones sujeto: a oração subordinada funciona como sujeito da oração principal.

Eso de que salgas sola para la fiesta me tiene muy preocupado.
(Isso de que saias sozinha para a festa me deixa muito preocupado.)

Es importante que te sirvas de argumentos.
(É importante que te sirvas de argumentos.)
Oraciones complementarias directas: a oração subordinada funciona como objeto direto da oração principal.

No creo que lleguen hoy.
(Não creio que cheguem hoje.)

Necesito que me traigan más harina.
(Necessito que me tragam mais farinha.)
Oraciones complementarias sustantivas o adjetivas: a oração subordinada funciona como complemento com preposição de um substantivo ou de um adjetivo.

Tiene la suerte de que es muy saludable, así que saldrá del hospital pronto.
(Tem a sorte de que é muito saudável, assim que sairá logo do hospital.)


Estoy muy nerviosa con lo que ha hecho con José.
(Estou muito nervosa com o que você fez com José.)

Oração Subordinada Adjetiva
São aquelas que complementam um substantivo da oração principal. Essas orações vão sempre introduzidas por um relativo: quequiencualcuyo, etc.

La mujer que acaba de salir es amiga de mi hermana.
(A mulher que acaba de sair é amiga da minha irmã.)

Oraciones adjetivas especificativas: são aquelas que determinam o antecedente.

Todos los alumnos que encontramos anoche son futuros informáticos.
(Todos os alunos que encontramos ontem à noite são futuros informáticos.)

Oraciones adjetivas explicativas: são aquelas que expressam uma qualidade ou circunstância do antecedente.

Os alumnos, que encontramos anoche, son futuros informáticos.
(Os alunos, que encontramos ontem à noite, são futuros informáticos.)
* Observe que a oração adjetiva explicativa aparece separada do antecedente por vírgulas.

Oração Subordinada Adverbial
São aquelas que funcionam como advérbio em relação à oração principal.
Subordinadas circunstanciales causales: expressam causa em relação à oração principal. São introduzidas pelas conjunções ou locuções causais: porquepuespues quepuesto queya quecomocomo que, por cuantoa causa (de) quevisto que, en vista de que, etc.

No comas muchos dulces porque tu puedes engordar mucho.
(Não comas muitos doces porque tu podes engordar muito.)

Visto que hizo una tormenta, no fuimos a la playa.
(Visto que fez uma tempestade, não fomos à praia.)

Subordinadas circunstanciales condicionales: expressam uma condição ou hipótese. São introduzidas pelaconjunção condicional si ou por outras conjunções que expressam condição.

Si tienes diñero, compra.
(Se tens dinheiro, compra.)

Aprobarás en el vestibular con tal que estudies mucho.
(Aprovarás no vestibular se estudares muito.)
Subordinadas circunstanciales temporales: expressam o tempo em que ocorre a ação da oração principal. São introduzidas por advérbios ou locuções adverbiais de tempo.

Mientras estudias, yo almuerzo.
(Enquanto estudas, eu almoço.)

Ni bien estudio para una prueba tengo que estudiar para otra.
(Nem bem estudo para uma prova tenho que estudar para outra.)

Subordinadas circunstanciales de lugar: normalmente unem-se à oração principal com o advérbio donde e nem sempre se referem a um antecedente expresso.

Ésta es la escueladonde estudió mi hijo.
(Esta é a escola onde meu filho estudou.)

Me quedo donde me digas para quedarme.
(Fico onde me digas para ficar.)
Subordinadas circunstanciales de modo: aparecem introduzidas pelas conjunções subordinadas como ou según (que).

Escribe como te parezca mejor.
(Escreve como te pareça melhor.)

Vivió según las voluntades de su madre.
(Viveu segundo as vontades de sua mãe.)


Subordinadas circunstanciales comparativas: expressam o resultado da relação que se estabelece entre duas orações do ponto de vista da qualidade, do modo ou da quantidade.
a) Comparativas de modo

Como las personas que no trabajan, no ganan, así tu, cuando no te arreglas, nadie te ve.
(Como as pessoas que não trabalham, não ganham, assim tu, quando não te arrumas, ninguém te vê.)
b) Comparativas de quantidade/qualidade

La señora se sintió tan contenta cuanto si fuera una chica. (comparativa de igualdade)
(A senhora se sentiu tão contente como se fosse uma menina.)

Voy más al cine que tú al teatro. (comparativa de desigualdade)
(Vou mais ao cinema que tu ao teatro.)
Subordinadas circunstanciales finales: finalidade ou intenção com que se realiza a ação expressa pela oração principal. São introduzidas por: para que, a fin de que, a que.

Confirmó el pedido más de dos veces para que la azafata lo entiedera perfectamente.
(Confirmou o pedido mais de duas vezes para que a recepcionista o entendesse perfeitamente.)
Subordinadas circunstanciales consecutivas: expressam a consequência do que está exposto na oração principal. São introduzidas pelas conjunções ou locuções consecutivas: luegopuespor consiguiente,por tantopor lo tantopor estoasí queasí pues, etc.

Pienso, luego existo.
 (Penso, logo existo.)


Subordinadas circunstanciales concesivas: expressam uma objeção ou dificuldade para que se cumpra o que se declara na oração principal. São introduzidas pelas conjunções ou locuções concessivas: aunque,aunsi bienaun cuandocomo, siquieraya quea pesar de quebien quemal que, etc.

Las Voces del Verbo - A voz do verbo indica se o sujeito pratica a ação (voz ativa) ou se ele recebe a ação (voz passiva).

Voz ativa:
Juan cruzó la calle corriendo.
(Juan cruzou a rua correndo.)
Aqui, o sujeito Juan pratica a ação de cruzar. Neste caso, dizemos que é um sujeito ativo.
Voz passiva:
 Esta casa ha sido proyectada por un arquitecto.
(Esta casa foi projetada por um arquiteto.)
Aqui, o sujeito Esta casa recebe a ação de haber sido proyectada. Neste caso, dizemos que o sujeito é pacientepassivo.
Formação da Voz Passiva
verbo auxiliar ser + particípio do verbo principal + por + agente
Los alumnos fueron detenidos por la profesora.
(Os alunos foram detidos pela professora.)

La escuela ha sido destruida por un incendio.
(A escola foi destruída por um incêndio.)

 partícula se + verbo transitivo na 3ª pessoa do singular/plural
Se alquilan apartamentos.
(Alugam-se apartamentos.)
Em espanhol normalmente a voz passiva se forma com verbos transitivos diretos, ou seja, que admitem um complemento (objeto direto):
    Voz ativa: Las mujeres alimentaron los hijos pequeños.
(As mulheres alimentaram os filhos pequenos.)
    Voz passiva: Los hijos pequeños fueron alimentados por las mujeres.
(Os filhos pequenos foram alimentados pelas mulheres.)
Repare que o sujeito Las mujeres, da voz ativa, torna-se agente na voz passiva; o objeto direto los hijos pequeños, da voz ativa, torna-se paciente na voz passiva.
iAtención!

Salimos muy temprano para el viaje.
Ando por la calle Florida todas las tardes.
Repare que em nenhuma das frases acima é possível formar voz passiva, pois os verbos destacados são intransitivos.
Tipos de Voz Passiva (Tipos de Voz Pasiva)
Pasiva Refleja
Forma-se com se + verbo transitivo + sujeito paciente.

Se espera el médico. (passiva refleja)
(Espera-se o médico.)
El médico es esperando. (passiva com verbo SER)(Omédico é esperado.)
Se vendió la tienda de la esquina. (passiva refleja)Vendeu-se a loja da esquina.)
Pasiva Impersonal
voz pasiva impersonal não admite a construção en passiva com SER e aceita preposição ou advérbio. Não possui um sujeito gramatical, nem explícito, nem implícito e acompanha sempre um verbo na 3ª pessoa do singular. Forma-se com se + verbo transitivo + sujeito paciente indeterminado/coletivo.

Se alquilan pisos amplios.   (Alugam-se apartamentos amplos.)

Se llama a los expertos. (Chama-se aos especialistas.)

Se disfruta mucho ahí. (Disfruta-se muito aí.)

Transformación de activa en pasiva)
Pasiva no impersonal
    Voz ativa: El hombre compró las entradas para el cine.
                     (O homem comprou as entradas para o cinema.)
    Voz passiva: Las entradas para el cine fueron compradas por el hombre.
                         (As entradas para o cinema foram compradas pelo homem.)
1. O sujeito da voz ativa torna-se sujeito agente da voz passiva.
2. O verbo da voz ativa compró passa para a forma passiva fueron compradas e concorda com o novo sujeito paciente (o verbo ser na passiva aparece conjugado no mesmo tempo do verbo principal da ativa.
3. O particípio também concorda em gênero e número com o sujeito paciente.
4. Quando houver objeto direto ativo, ele se transforma em sujeito paciente.
Pasiva Impersonal
    Voz ativa: Inaugurarán la tienda el mes de febrero.
                     (Inaugurarão a loja no mês de fevereiro.)
    Voz passiva: La tienda será inaugurada el mes de febrero. 
                         (A loja será inaugurada no mês de fevereiro.)

1. O verbo na forma ativa passa para a forma passiva e concorda com o novo sujeito.
2. O objeto direto transforma-se em sujeito.
3. Os demais complementos não sofrem alteração.
    Voz ativa: Abrirán la tienda el mes de febrero.
                     (Abrirão a loja no mês de fevereiro.)
    Voz passiva: Se abrirá la tienda el mes de febrero.
                         (A loja será aberta no mês de fevereiro.)
1. O verbo permanece na forma ativa e concorda com o novo sujeito.
2. Coloca-se a partícula se diante do verbo.
3. O complemento direto passa a ser sujeito.
Concordancia Verbal)
Concordância é a combinação entre os elementos de uma frase, de acordo com suas flexões. Existe o complemento nominal (o artigo ou o adjetivo concorda com o substantivo, em gênero e número) e o complemento verbal (o verbo concorda com o sujeito em número e pessoa).

Regras gerais da Concordância Verbal

1. Quando o sujeito é simples, o verbo concorda com ele em número e pessoa. 

El hombre trabaja mucho. 
(O homem trabalha muito.

Salieron de mi oficina los compañeros de José.
(Saíram do meu escritório os colegas de José.)

El hombre trabaja mucho. 
(O homem trabalha muito.)

Salieron de mi oficina los compañeros de José.
(Saíram do meu escritório os colegas de José.)

Mercedes y Alejandro cantaban los tangos de Carlos Gardel.
(Mercedes e Alejandro cantavam os tangos de Carlos Gardel.)

2. Quando o sujeito é composto, o verbo fica no plural.
Brincaron juntos tu perro y mi gato.
(Pularam juntos teu cão e meu gato.)
* tu hermano y mi hijo = ellos = 3ª pessoa do plural.
Carmen y yo tenemos muchas cosas en común.
(Carmen e eu temos muitas coisas em comum.)
* Carmen y yo = nosotras = 1ª pessoa do plural.
Mi abuelo y tú seréis buenos compañeros.
(Meu avô e tu sereis bons colegas.)
* Mi abuelo y tú = vosotros = 2ª pessoa do plural.

3. Quando o sujeito é um substantivo coletivo e está no singular, o verbo normalmente concorda com ele em número.

Una muchedumbre vino al congreso.
(Uma multidão veio ao congresso.)

4. Quando o coletivo vier determinado por um complemento no plural que indica as pessoas ou coisas nele incluídas, é comum o verbo aparecer no plural. No entanto, estará correto se estas mesmas frases aparecerem no singular.

Vinieron a la reunión solamente una docena de empleados.
(Vieram à reunião somente uma dezena de empregados/funcionários.)

Solamente una docena de empleados vino a la reunión.
(Somente uma dezena de empregados/funcionários veio à reunião.)

Regras gerais da Concordância Verbal 

1. Quando o sujeito é simples, o verbo concorda com ele em número e pessoa

El hombre trabaja mucho.
(O homem trabalha muito.)

Salieron de mi oficina los compañeros de José.
(Saíram do meu escritório os colegas de José.)

Mercedes y Alejandro cantaban los tangos de Carlos Gardel.
(Mercedes e Alejandro cantavam os tangos de Carlos Gardel.)

2. Quando o sujeito é composto, o verbo fica no plural.
    
Brincaron juntos tu perro y mi gato.
(Pularam juntos teu cão e meu gato.)
* tu hermano y mi hijo = ellos = 3ª pessoa do plural.
    
Carmen y yo tenemos muchas cosas en común.
(Carmen e eu temos muitas coisas em comum.)
* Carmen y yo = nosotras = 1ª pessoa do plural.
   
Mi abuelo y tú seréis buenos compañeros.
(Meu avô e tu sereis bons colegas.)
* Mi abuelo y tú = vosotros = 2ª pessoa do plural.

3. Quando o sujeito é um substantivo coletivo e está no singular, o verbo normalmente concorda com ele em número.

Una muchedumbre vino al congreso. 
(Uma multidão veio ao congresso.)

4. Quando o coletivo vier determinado por um complemento no plural que indica as pessoas ou coisas nele incluídas, é comum o verbo aparecer no plural. No entanto, estará correto se estas mesmas frases aparecerem no singular.

    Vinieron a la reunión solamente una docena de empleados.
    (Vieram à reunião somente uma dezena de empregados/funcionários.)

    Solamente una docena de empleados vino a la reunión.
    (Somente uma dezena de empregados/funcionários veio à reunião.)

5. O verbo SER normalmente concorda com o predicativo e não com o sujeito, embora esta última também seja correta.

    Mi sueldo es 300 dólares.
    (Meu salário é 300 dólares.)

    Mi sueldo son 300 dólares.

    (Meu salário são 300 doláres.)


Perífrasis Verbales)
As perífrasis verbales consistem no emprego de um verbo auxiliar conjugado seguido de um verbo no infinitivo, gerúndio ou particípio. Introduzem no verbo modificações de ordem semântica, mas não alteram seu aspecto funcional. Funcionam como se fossem um só verbo com conjugação completa em todos os tempos, modos, pessoas e que possui sujeito e complementos.


tener que comer - expressa a obrigação de comer
estar comiendo - indica a continuidade do ato de comer
ir a comer - expressa a disposição para exercer a ação de comer

Classificação das locuções verbais

Perífrasis de infinitivo
Auxiliar + infinitivo
A ação expressa é sempre iminente ou futura em relação ao verbo auxiliar.
     
Vamos a salir de copas sábado por la noche.
(Vamos sair para beber sábado de noite.)

Ibamos a comenzar la caminada.
(Íamos começar a caminhada.)

Va a llover muchísimo. ¡A mí no me gusta la tormenta!
(Vai chover muito. Eu não gosto de tempestade!)

Perífrasis de gerundio
Auxiliar + gerúndio
Ressalta o aspecto de duração da ação.

Anda comiendo poco.
(Anda comendo pouco.)

Están leyendo ahora.
(Estão lendo agora.)

Perífrasis de participio
Auxiliar + particípio
Ressalta o caráter perfeito (terminado) da ação.

Dejó dicho que saldrá a las ocho.
(Deixou dito que sairá às oito.)
Llevan leídas treinta páginas del texto.
(Levam lidas trinta páginas do texto.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

http://static.tumblr.com/xpo2exu/BA1n2ccke/cred.png