25 de jul de 2014

EVA


Mais um poema do meu lindo e talentoso amigo Igor Machado :3


EVA

Foi o tempo em que no escuro,
Brindava sobre a lua
A palidez póstuma,
Hoje é manifesto
o brilho de um anjo celeste,
E não hei de encontrar luz
em seu amor de brumas,
e nem hei de perder-me
em seus braços de pele nua.
Esconde a tua face
Nesse canto tirano
Dos poetas vendidos...
Onde hei de me achar nesses versos vazios.
de um anjo caído,
longe da virtude dos sábios,
Pois o paraíso é dos tolos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

http://static.tumblr.com/xpo2exu/BA1n2ccke/cred.png