20 de jul de 2014

5 hábitos rudes que fazem parte da cultura japonesa

Existe uma enormidade de regras de etiqueta no Japão que, por vezes, pode fazer os estrangeiros sentirem-se um pouco restritivos. Porém, há vários hábitos classificados como grosseiros por ocidentais, mas que, surpreendentemente, não são considerados rudes pelos japoneses e, ao contrário do que possa pensar, fazem parte da cultura do país.


1. Gritar em um restaurante
Quando é preciso chamar um garçom, os japoneses gritam em bom tom a palavra sumimasen (desculpe-me). Isso é uma coisa perfeitamente aceitável a fazer. E desse modo, alguém vai correr direto para atender.


2. Empurrões em trens
Os trens de Tóquio são demasiadamente lotados e os empurrões são comuns cada vez que é preciso subir ou descer de um trem.


3. Segurar ou abrir as portas
Em muitas situações, os japoneses são menos propensos a segurar as portas para um estranho. A cultura japonesa não destaca homens segurando ou abrindo as portas para as mulheres. Isso não representa, no entanto, que os japoneses não são educados. Significa apenas que o cavalheirismo no Japão não está associado a abrir ou segurar portas.


4. Comer sushi com as mãos
É perfeitamente aceitável comer todas as variedades de sushi com as mãos. Uma prática, no entanto, mais comum para os homens do que entre as mulheres.


5. Fazer barulho ao sugar uma sopa ou macarrão
Quando se consome macarrão quente ou frio, como ramen, udon e soba, é considerado educado sorver o mais alto possível. As sopas e caldos, como o popular missoshiru, também é costume fazer bastante barulho ao sugá-los, sendo que as tigelas dos caldos podem ser, “educadamente”, levadas a boca para que não sobre nada dentro delas.

Pode ser difícil para um ocidental se imaginar praticando tais atos, mas para os japoneses é algo estritamente cultural.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

http://static.tumblr.com/xpo2exu/BA1n2ccke/cred.png