26 de jun de 2014

Morfologia


Morfologia é o estudo da estrutura, da formação e da classificação das palavras. A peculiaridade da morfologia é estudar as palavras olhando para elas isoladamente e não dentro da sua participação na frase ou período. A morfologia está agrupada em dez classes, denominadas classes de palavras ou classes gramaticais. São elas: Substantivo, Artigo, Adjetivo, Numeral, Pronome, Verbo, Advérbio, Preposição, Conjunção e Interjeição


Estrutura das Palavras

As palavras são compostas de pequenas partes significativas (a menor parte indivisível e significativa da palavra), que se chamam morfemas, que podem ser divididos em: lexicais e gramaticais.

Morfemas Lexicais: Apresentam o sentido básico da palavra e podem ser comuns a várias delas, e podem ser:

I. Raiz ou Radical
É o elemento irredutível e comum a todas as palavras da família.
estudar estudioso estudei estudante reestudar
OBS.: Palavras que apresentam a mesma raiz ou radical são conhecidas como cognatas.

II. Vogal Temática
É a vogal que prepara a raiz para o recebimento de novos morfemas, como desinências de infinitivo, de tempo e modo, número e pessoa. São de dois tipos:

1. As vogais A, E, O átonas que se ligam ao radical dos nomes sem oposição de gênero:
escola
ponte
ângulo
OBS.: Nomes terminados em vogal tônica ou consoante não têm vogal temática, são
chamados atemáticos.
sofá / café / caqui / baú / nível / hífen

2. As vogais A, E, I que se ligam ao radical dor verbos, indicando a conjugação a que pertencem:
falar
vender
partir

III. Tema
É o radical acrescido da vogal temática, isto é, preparada para receber as desinências:
Escolar
pontes
angulosidade
falar
vender
partir

IV. Afixos
São morfemas que se unem ao radical, modificando o significado básico, formando, assim, novas palavras. Eles podem ser:

1. Prefixos : quando colocados antes do radical:
ilegal
desconhecer
2. Sufixos : quando colocados depois do radical:
felizmente
legalidade

Morfemas Gramaticais: Indicam noções puramente gramaticais, como as flexões de gênero e número,modo e tempo. E dividem-se em:

I. Desinências
São morfemas que aparecem no final da palavra e podem ser nominais ou verbais.

1. Nominais:
a) de gênero: indica o gênero (o "a" de nomes femininos com oposição de gênero):
gato - gata
menina
OBS.: o "o" dos nomes masculinos com oposição de gênero chama-se desinência zero.
gato
menino
b) de número: indica o número (o "s" de nomes no plural):
gatos / gatas
meninos / meninas
2. Verbais:
  1. modo-temporal: indica o modo e o tempo:
    Cantava: pretérito imperfeito do indicativo
  2. número-pessoal: indica o número e a pessoa:
Cantavas: 2ª pessoa do singular
II. Vogais e Consoantes de Ligação
A ausência da vogal temática pode dificultar a pronúncia e a formação de uma nova palavra.
São usados então fonemas sem, valor significativo, como preparação do radical para o recebimento de novos morfemas:
Gasômetro
cafezal


Formação de Palavras
As novas palavras que surgem na língua são formadas através de vários processos de formação de palavras:

COMPOSIÇÃO - união de duas ou mais palavras que têm vida própria na língua e formam uma nova palavra, com sentido diferente. A composição pode ser:
a) por Justaposição - as palavras são colocadas lado a lado, hifenizadas ou não, sem qualquer alteração fonética:
guarda-chuva
passatempo
b) por Aglutinação - as palavras aglutinam-se e ficam com um só acento tônico, tendo alterada a sua forma:
planalto (plano+alto)
aguardente (água+ardente)

DERIVAÇÃO - uma só palavra, com vida própria na língua, participa da formação de um novo termo. À palavra básica se juntam afixos (prefixo e/ou sufixo), muda-se a sua classe gramatical, usa-se parte da palavra, ou eliminam-se fonemas terminativos. A derivação pode ser:

a) Prefixal: feita com acréscimo de prefixos:
infiel
desleal
b) Sufixal - feita com acréscimo de sufixos:
simplesmente
naturalidade
c) Prefixal e Sufixal - a palavra recebe prefixo e sufixo ao mesmo tempo, mas existe na língua apenas com um dos afixos:
infelizmente
deslealdade
d) Parassintética: a palavra recebe prefixo e sufixo, porém não existe na língua apenas com um dos afixos:
enriquecer
espernear
e) Regressiva - a palavra é criada por analogia, reduzindo a palavra primitiva:
  • Verbos dão origem a substantivos que indicam ação: ataque ( de atacar), embarque (de embarcar), resgate (de resgatar), disputa (de disputar). São chamados substantivos deverbais.
  • Nomes que não indicam ação dão origem a verbos: plantar (de planta), telefonar (de telefone)

OBS.: Nomes podem derivar de outros nomes, porque o falante vê a possibilidade de eliminar um sufixo real ou imaginário. Exemplos: boteco ( de botequim), sarampo (de sarampão), bença (de bênção), portuga (de português), asco ( de asqueroso), etc.



f) Imprópria ou Conversão - trata-se de mudança da classe gramatical da palavra, sem lhe alterar a forma:
Comício monstro (substantivo passa a adjetivo).
Falavam alto (adjetivo passa a advérbio).
cantar é preciso (verbo passa a substantivo).
não é um advérbio (advérbio passa a substantivo).
Maria Pereira (substantivo comum passa a próprio).

Abreviação ou Redução - a palavra é usada de forma reduzida.
cine de cinema (cinema já é redução de cinematógrafo)
pneu (de pneumático)
moto (de motocicleta)
foto (de fotografia)
quilo (de quilograma)
OBS.: há casos em que a forma reduzida passa a ser usada com outro valor.
  • é preciso não confundir abreviação com abreviatura, que é a representação da palavra através de uma ou mais letras: Av. = avenida / Dr. = doutor

Onomatopéia - palavra que imita certos sons:
bem-te-vi
tique-taque
mugir
zunzum

Hibridismo - palavras formadas com elementos provenientes de línguas diferentes:
televisão (grego+latim)
abreugrafia (português+grego)
alcoômetro (árabe+ grego)
burocracia (francês+grego)
zincografia (alemão+grego)
Petrópolis (latim+grego)
Teresópolis (português+grego)
cotonete (inglês+português)

Siglas - palavras formadas por iniciais de títulos:
ONU (Organização das Nações Unidas)
IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)
Classes de Palavras
 São dez as classes de palavras. Seis são variáveis e quatro invariáveis.

VARIÁVEIS
1. Substantivo
simples
composto
comum
próprio
concreto
abstrato
primitivo
derivado
coletivo
2. Adjetivo
simples
composto
primitivo
derivado
explicativo
restritivo
pátrio
3. Pronome:
pessoal
possessivo
demonstrativo
indefinido
interrogativo
relativo
4. Verbo
regular
irregular
anômalo
auxiliar
defectivo
abundante
pronominal
5.Artigo:  
definido
Indefinido
6. Numeral
cardinal
ordinal
multiplicativo
fracionário

INVARIÁVEIS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

http://static.tumblr.com/xpo2exu/BA1n2ccke/cred.png